Encontro Diocesano de Liturgia é realizado em Nova Friburgo

Diocese de Nova Friburgo, 28 de junho de 2022
Acessos: 502


Com alegria e esperança a Diocese de Nova Friburgo realizou nos dias 18 e 19 de junho o Encontro Diocesano de Liturgia, que teve como tema central: A participação ativa, consciente, plena e frutuosa na Liturgia à luz do Vaticano II. Contamos com a participação  de 210 irmãs e irmãos da Pastoral Litúrgica presente nas diversas comunidades e paróquias dos três vicariatos da diocese, bem como de muitos      seminaristas diocesanos e religiosos joseleitos.

1 2 3

 

Este encontro foi realizado no Colégio Anchieta, Centro de Nova Friburgo; pensado e organizado pela Comissão Diocesana de Liturgia, que entre coordenadores e assessores, hoje é formada por 10 pessoas, com a preciosa colaboração e proximidade do Coordenador Diocesano de Pastoral, Pe. Alexandre Albuquerque.

Mais uma alegria foi contar com a simpática e competente assessoria de Dom Edmar Peron, Bispo Diocesano de Paranaguá-PR e atual presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia, da CNBB. Dom Edmar apresentou o conteúdo proposto com sabedoria e dialogou com os participantes sobre o sentido da Liturgia, suas palavras e gestos, e ainda sobre o dia a dia da Pastoral Litúrgica nas comunidades e paróquias.

Outro motivo de alegria e gratidão foi a participação nos dois dias do nosso Bispo Diocesano, Dom Luiz Antonio Lopes Ricci, que permaneceu atento e participante em todos os momentos do encontro.

 

Enfim, de tudo o que ouvimos e vimos permanece o sentimento de gratidão a Deus, à reforma litúrgica do Concílio Vaticano II por nos proporcionar o desejo de celebrações onde a participação ativa e consciente tem seu protagonismo, e a tantos liturgistas, leigos e pastores que desde a promulgação da Sacrosanctum Concilium, junto com nosso Dom Clemente Isnard, receberam a missão de implantar a reforma litúrgica em nosso país.

 

Como o Coordenador Diocesano de Liturgia, Leonardo Teixeira Ramos, nos breves momentos que teve com os vicariatos, recordou que “este encontro não foi ponto de partida e nem de chegada, ele faz parte do caminho, da caminhada da Pastoral Litúrgica que tem a missão de cuidar da vida litúrgica, de promover a preparação semanal do Dia do Senhor, de propor formação litúrgica permanente nos três setores: Pastoral Litúrgica, música litúrgica, espaço litúrgico e arte sacra”.

 

Santa Missa

 Abrindo as atividades do domingo, Dom Edmar Peron presidiu a Santa Missa na Capela do Colégio Anchieta, concelebrada pelo Pe. Luiz Carlos Pedrini. Primeiramente, o Prelado enfatizou que “falar da Liturgia já nos dá prazer, porque nos enriquecemos e apoiamos uns aos outros, mas isso ainda não é a experiência da nossa fé. Agora sim, celebrar a liturgia é a experiência de fé que renova não só quem é Jesus para nós, mas quem somos nós diante de Jesus”.

Durante a pregação, Dom Edmar refletiu.

- Deixar-se educar pela Palavra do Senhor não é algo pontual, que acontece de vez em quando, mas é uma necessidade diária, e, principalmente, dominical. Quando nos reunimos para a Páscoa da semana, deixamos que aquele que, por nós, foi pregado na cruz, sepultado e ressuscitou, possa nos educar, formar o nosso coração... Precisamos ter um coração capaz de aderir ao Senhor. Não basta ter boas respostas... Talvez caiamos na tentação de apenas dizer quem é Jesus, mas não ter comunhão com Ele.

 

“Por que se faz necessário ter um encontro orante com o Senhor? É porque a oração verdadeira não pode brotar dos lábios, tem que brotar do coração e se expressar com as palavras”, ensinou o Bispo.

 

Agradecimentos

A todos os agentes de Pastoral Litúrgica da nossa diocese, gratidão! Essas também foram as palavras de Dom Luiz Antonio ao se dirigir aos leigos e leigas que voluntariamente, dia após dia, dedicam-se atuando na Pastoral Litúrgica de suas comunidades. O Bispo de Nova Friburgo também agradeceu a Dom Edmar Peron por estes frutuosos dias de formação, assim como ao Pe. Luiz Antônio Monnerat (Pe. Toninho), Diretor do Colégio Anchieta e sua equipe, que além de ceder o espaço, acompanharam todo o evento.

 

Deste encontro levamos no coração a esperança da semente plantada, que com a graça de Deus e nossa dedicação pela causa da Liturgia dará seus frutos.

Que o Senhor, que nos chamou a anunciar a alegria do Evangelho e a fazer da nossa vida uma doação de amor, de fraternidade e paz, lhes recompense e abençoe.

Texto:Grasiele Guimarães e Leonardo Teixeira Ramos (Coordenador Diocesano de Liturgia)
Foto:Carol Lima e Grasiele Guimarães

 


Compartilhe