LITORAL: Festa de Santo Antônio reúne comunidade católica de Macaé

Diocese de Nova Friburgo, 23 de junho de 2022
Acessos: 225


Após dois anos de expectativa e de espera, a comunidade católica de Macaé voltou a se reunir no bairro Visconde para participar das celebrações e festividades dedicadas a Santo Antônio. A programação realizada por nossa Paróquia contou a tradicional Trezena, inaugurações do Centro Pastoral Padre Pedro e da Capela do Santíssimo, e a Missa Campal dedicada ao padroeiro, além de shows, quadrilhas, música e muitas comidas típicas.

Ao longo da Trezena de Santo Antônio, o Frei Wellington Porfírio propôs aos fiéis reflexões sobre gestos concretos da fé, como a oração, a caridade e o compromisso com a nossa comunidade, além de apresentar temas voltados à família e ao sacramento do casamento.

E durante os 13 dias de orações dedicadas a Santo Antônio, a comunidade católica também foi convidada a realizar, como gesto concreto, doações de mantimentos que compõem as cestas básicas destinadas às famílias acolhidas pela nossa Paróquia.

 

Inaugurações

A programação da Festa de Santo Antônio também contou com as inaugurações do Centro Pastoral Padre Pedro e da Capela do Santíssimo realizadas no dia 11 de junho, marcadas pela benção do Bispo da Diocese de Nova Friburgo, Dom Luiz Antonio Lopes Ricci.

- Nada é por acaso, tudo é providência no tempo de Deus. Estamos inaugurando este Centro Pastoral no dia da memória litúrgica de São Barnabé, um grande missionário de Jesus Cristo que colaborou com São Paulo na obra de evangelização, e este espaço é para isso. Tudo tão bem preparado para ser um local de acolhida, de formação e de evangelização - observou o Bispo.

 

O Pároco de Santo Antônio, Pe. Gleison Lima, afirmou que o momento especial de entrega das obras de construção do Centro Pastoral representa uma nova etapa na história da comunidade católica de Macaé.

- Esta obra começou no dia 5 de outubro de 2015 e nem passava pela nossa cabeça o que esse projeto viria se tornar. Agradecemos a Deus pela oportunidade e maravilhas que fez e faz em nossas vidas. E realmente agradecer a todos que nos ajudaram a construir este espaço ao longo desses sete anos, dedicado ao querido Padre Pedro que semeou grandiosos trabalhos que hoje colhemos frutos. Pensamos em detalhes para acolher e nos colocar a serviço da nossa comunidade. E precisamos lembrar da contribuição de Dom Rafael, um grande motivador deste momento. Seguimos com Dom Edney que nos presenteou com a lamparina que está sobre o nosso Sacrário. E hoje com Dom Luiz que nos dá a alegria e honra de nos dar a benção neste dia festivo - destacou Pe. Gleison.

A solenidade contou também com a participação do Frei Wellington Porfirio, do Diácono Sérgio Catão e Marina, sobrinha do saudoso Padre Pedro.

 

Missa em honra a Santo Antônio

No Dia de Santo Antônio, 13 de junho, as celebrações em honra ao nosso padroeiro foram iniciadas com a procissão que começou na Praça do Visconde, percorrendo a Avenida Evaldo Costa (Ayrton Senna). Junto ao andor de Santo Antônio, os fiéis acompanharam também os andores de São Cristóvão e de Santa Terezinha, santos de grande devoção da nossa comunidade.

 

A Missa Campal foi realizada na estrutura montada diante da Praça do Visconde. No início da celebração, Pe. Gleison destacou o momento especial representado pela celebração que voltou a acontecer “no meio do povo”.

- Depois de dois anos estamos celebrando mais uma Missa em honra a Santo Antônio aqui com vocês, no meio de vocês, nas bênçãos de Deus. É um momento de muita alegria e também de agradecimentos. Lembramos de tudo o que passamos e estamos diante de nossos novos propósitos. Quem sabe, no ano que vem, vamos celebrar esta missa na nossa nova igreja? - declarou Pe. Gleison.

Ao proferir a homilia, o Frei Wellington Porfírio chamou a atenção dos fiéis sobre o verdadeiro papel do devoto.

- Precisamos entender que o verdadeiro devoto não é aquele que busca a Santo Antônio porque precisa, mas, sim, porque imita a sua devoção a Deus. Porque, senão, a nossa devoção é vazia e não é católica. Os santos são nos apresentados como modelos, e por isso, procuramos imitá-los. Como é bonito estarmos aqui hoje, em honra a Santo Antônio que é reconhecido por sua sabedoria e encontrava o seu consolo na Lei do Senhor. Amou a Igreja por causa de Cristo. Essa também precisa ser a nossa devoção - apontou o Frei.

Ao final da Missa Campal, o tradicional pão de Santo Antônio foi distribuído aos fiéis. A celebração também contou com a participação de Pe. Fábio Felippe e Pe. Jorge Moreira da Paróquia Nossa Senhora de Fátima e do Diácono Sérgio Catão.

 

Programação Festiva

A programação festiva aconteceu de sexta-feira (10) a terça-feira (14), com os shows de Glauco Zulo, Rosa de Saron, Samba da Vila, Shalom Macaé, Marcos Beraldini e Hiata Anderson.

 

O evento também contou com as barraquinhas de comidas típicas e a quadrilha das crianças e adolescentes da Paróquia Santo Antônio, realizada no sábado (11).

A festa de Santo Antônio também contou com o tradicional bingo realizado no domingo (12) e o sorteio de 15 prêmios da Ação entre Amigos que aconteceu na terça (14).

Texto:Pascom da Paróquia Santo Antônio (Macaé)
Foto:Pascom da Paróquia Santo Antônio (Macaé)

 


Compartilhe