Dom Luiz Antonio rende graças pelo dom de sua vida e pelos 204 anos de Nova Friburgo

Diocese de Nova Friburgo, 30 de maio de 2022
Acessos: 176


Celebrar o dom da vida é sempre um momento ímpar. Nesta intenção, em 16 de maio, o Bispo Diocesano, Dom Luiz Antonio Lopes Ricci, rendeu graças ao Bom Deus pelo seu Aniversário Natalício. A Santa Missa também teve outra intenção especial: os 204 anos de Nova Friburgo, município sede da Diocese. Autoridades civis e eclesiásticas uniram-se ao Bispo neste dia festivo, assim como a comunidade paroquial da Catedral Diocesana São João Batista, em Nova Friburgo, onde aconteceu a cerimônia.

 

Iniciando a pregação, Dom Luiz saudou a todos, inclusive aos que acompanhavam a celebração pelas redes sociais da Diocese (https://www.youtube.com/watch?v=sR03p5XtUwI). Dom Luiz Antonio enfatizou que a comunidade ali reunida representava a sua família de sangue, que reside no Estado de São Paulo, assim como a sua família Igreja, que somos todos nós. Em seguida, declarou.  

- Minha primeira palavra é de gratidão a Deus pelo dom da vida. Estou aqui para agradecer com vocês. Quando falamos que é dom, é dom de Deus, que também tem que se transformar em dom para os outros. Que minha vida é dom de Deus não há dúvida. Peço que vocês rezem por mim para que a minha vida se transforme, de fato, em dom para os outros, para a Igreja, para o serviço à vida, à evangelização, à missão que Deus me confiou. Gratidão ao criador pelo dom da vida, gratidão aos meus pais que, juntamente com Deus, me deram a vida.

Na oportunidade, falou a respeito do aniversário de Nova Friburgo.

- Estou celebrando aqui com vocês o aniversário do município sede da diocese, rezando pelo nosso município, pelos nossos governantes, recordo aqui o nosso prefeito Johnny Maycon e toda a sua equipe. Nós cidadãos que aqui estamos, agradecemos a Deus por essa cidade que nos acolhe, acolhe a sede de nossa diocese. Como não lembrar dos imigrantes, dos pioneiros, que fundaram essa cidade com muito sacrifício, muita dor – refletiu.

- Celebrar a vida também significa pensar: como estamos vivendo a nossa vida? Ela tem sido um dom para os outros? O Aniversário é uma ocasião de reflexão, se estamos correspondendo à graça de Deus, aos dons que ele nos confiou. Sempre agradeço rezando como Maria: “O Senhor fez em mim maravilhas, santo é o seu nome” (cf. Lc 1,49). Hoje, não tenho como não agradecer às maravilhas de Deus em minha vida. Celebro hoje 56 anos de vida e olhando para a minha história posso constatar que Deus fez em mim maravilhas! E é lógico que Deus quer fazer por meio de mim, de nós, maravilhas. Precisamos corresponder à graça dele, precisamos pedir o Espírito Santo para que nos conduza e sejamos instrumentos dele no mundo.

 

Nos momentos finais, o Vigário Geral e Pároco da Catedral, Pe. Jorge Eduardo Coimbra do Almo; dirigiu palavras de gratidão ao Bispo Diocesano.

Texto:Grasiele Guimarães
Foto:Grasiele Guimarães

 


Compartilhe