Bispo preside Missa pelos 102 anos do Hospital Raul Sertã, em Nova Friburgo

Diocese de Nova Friburgo, 15 de maio de 2022
Acessos: 233


Com a chama do Círio acesa, pois estamos no Tempo Pascal, foi celebrada a Missa em ação de graças pelos 102 anos do Hospital Municipal Raul Sertã (HMRS), em Nova Friburgo. A cerimônia aconteceu na tarde de 3 de maio, presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Luiz Antonio Lopes Ricci, na capela desta unidade hospitalar.

Em 2 de maio de 1920, era definitivamente constituída a Associação de Caridade de Nova Friburgo, hoje Hospital Municipal Raul Sertã. Todos os anos a Pastoral da Saúde do Vicariato sede sempre faz memória desta data, afinal o HMRS é a maior unidade hospitalar pública do município, atendendo ainda cidades vizinhas. 

 

Diversas autoridades estavam presentes na cerimônia: a Secretária Municipal de Saúde, Nicole Cipriano, que representava o Prefeito, Johnny Maycon; o Diretor Geral do Hospital Raul Sertã, Antônio Santana; a Diretora Administrativa, Eliana Curry; Advogada do HMRS e atuante na Pastoral da Saúde, Milena. Entre os profissionais de Saúde estava presente o Dr. Falcão e funcionários do hospital.

Também participaram a Coordenadora Diocesana da Pastoral da Saúde, Fátima Heckert da Rosa; e a Coordenadora da Pastoral no Vicariato Sede, Dona Elza; e vários agentes da Pastoral da Saúde.

Diante da relíquia de São Camilo de Lellis, padroeiro dos doentes, hospitais e profissionais de Saúde, neste dia em que a Igreja celebrava os Apóstolos São Filipe e São Tiago, o Bispo reforçou que devemos celebrar essa data com gratidão, por tudo o que já foi feito até aqui; com alegria, em poder vivenciar este momento; e com esperança, do futuro e tudo o que ainda virá e poderá ser melhor.

 

Dom Luiz Antonio também enfatizou quão belo é uma casa que cuida dos enfermos nascer no mês de maio, Mês da Mãe, Senhora da Saúde, Mãe dos Enfermos. Também disse que como Bispo não se cansa de agradecer a Deus pelos profissionais de Saúde, por tudo o que são e fazem. Mencionou ainda os ambulatórios da Igreja existentes no município, assim como o belo e necessário trabalho que desempenham em prol dos mais necessitados.

Enfatizou que ao olhar para a história deste hospital, assim como para a vida de cada um de nós, percebemos que “se estamos firmes é porque temos fé. É Deus que nos mantém de pé”. E, mencionando a Ressurreição de Jesus, recordou que “a vida que sempre vence a morte”.

 

- Quantas vezes Deus se manifestou nesse hospital, nas pequenas coisas? Se estamos hoje aqui é graças à manifestação de Deus, em um gesto de amor, em um gesto de escuta... Se tem um lugar no qual Jesus se manifesta é em um hospital. Ele se manifesta nos doentes, pois Ele mesmo disse: ‘todas as vezes que fizerdes isto a um destes pequeninos é a mim que o fazeis’ – refletiu o Bispo.

E concluiu. “Hoje é muito difícil trabalhar na área da Saúde, mas se Jesus nos dá uma missão, Ele também nos dá os meios para concretizá-la”.

Ao final, foi dada a palavra para Nicole Cipriano e Fátima Heckert, que agradeceram à equipe do HMRS por toda dedicação ao longo de todos estes anos. O Bispo abençoou as rosas que foram entregues a todos os participantes, e, em seguida, concedeu a benção final com a relíquia de São Camilo.

 

Texto:Grasiele Guimarães
Foto:Grasiele Guimarães

 


Compartilhe