NORTE: Comunidades celebram solenidade de Nossa Senhora Aparecida

Diocese de Nova Friburgo, 04 de novembro de 2021
Acessos: 91


Para celebrar o Dia de Nossa Senhora Aparecida (12/10), os devotos e paroquianos do Vicariato Episcopal Norte se reuniram em suas comunidades para celebrar. Confira como tudo aconteceu nas diferentes localidades.

 

Santuário Diocesano Santíssimo Sacramento - Cantagalo

Com júbilo e devoção, o Santuário Diocesano Santíssimo Sacramento celebrou na terça-feira, dia 12 de outubro, a Festa de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Padroeira do Brasil.

Em comemoração a este dia tão importante, foram celebradas três Missas no Santuário: na noite da segunda-feira (11/10), às 19h; às 9h e às 19h na terça-feira (12/10).

Em sua homilia, Pe. Higor Moraes de Jesus, Pároco e Reitor do Santuário, com admiráveis palavras, destacou a beleza deste dia para o nosso país, lembrando a todos os fiéis a necessidade de se rezar muito por ele e aumentar cada vez mais a confiança na poderosa intercessão da Mãe de Jesus e nossa, que intercede por todo o povo brasileiro. “Os problemas nós sempre teremos, mas a intercessão de Maria, nunca podemos duvidar disso. Quando o vinho faltar, tenhamos a confiança de que ela está intercedendo, o tempo inteiro, por nós. Não somente como povo brasileiro, mas na vida de cada um, Nossa Senhora cuida como boa mãe”.

Devido à persistência das chuvas, não foi possível realizar a procissão pelas ruas da cidade, que estava programada para acontecer logo após a Missa das 9h.

Ao final de cada Missa, Pe. Higor, junto com os fiéis, rezou uma “Salve Rainha” em honra a Nossa Senhora Aparecida, colocando diante dela todas as intenções, necessidades e, em especial, o Brasil.

 

 

Paróquia Nossa Senhora da Guia - Monnerat

Dia 12 de outubro, na Solenidade de Nossa Senhora Aparecida, houve grandes momentos com a presença dos jovens recitando o Santo Terço, Santas Missas e Coroação à Virgem Maria Mãe Aparecida, na Paróquia Nossa Senhora da Guia, em Monnerat.

 

 

Paróquia Nossa Senhora da Piedade – Cordeiro

Com imensa alegria e devoção, o dia da Rainha e padroeira do Brasil foi celebrado na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, em Cordeiro. Todos os anos, o dia 12 de outubro é aguardado com grande amor, em especial pelos fiéis que participam da Capela Nossa Senhora Aparecida, localizada no bairro Constantino, que, respeitando o limite de participantes devido à Covid-19, puderam realizar, neste ano, o tríduo em honra à padroeira.

A fim de que toda a comunidade paroquial pudesse participar da Solenidade, diversos horários de missa foram disponibilizados na matriz e na Capela Nossa Senhora Aparecida. Presidindo as celebrações, contamos com o Pe. Wellington Moreira, Vigário Paroquial, e com a generosidade e disponibilidade do Pe. José Roberto Rosa, Oblatos de Cristo Sacerdote (OCS).

Ainda neste dia, Pe. Wellington, do alto do bairro onde a capela foi construída, abençoou a cidade de Cordeiro entregando seu povo aos cuidados da Mãe de Deus e nossa.

 

 

Paróquia São João Batista - Laranjais

Os festejos da Padroeira do Brasil, mais uma vez, não seguiram a programação prevista. No ano de 2020 foi por causa da pandemia e em 2021 a pandemia e a instabilidade do tempo não permitiram seguir a extensa programação. A Solenidade da Mãe Aparecida começou às 8h com a Santa Missa na Igreja Matiz. Às 15h Santa Missa na Comunidade do Engenho Central e 19h Santa Missa na Matriz.

A devoção a Nossa Senhora Aparecida é muito forte em nossa paróquia. Todo dia 12 de outubro temos uma programação extensa, com vários horários de Missa, café da manhã, almoço, festa para as crianças, carreata e procissão fluvial.

Em sua homilia, o Pároco, Pe. João Tadeu Tavares, nos fez refletir sobre mensagem apresentada na figura de Ester, que reza por seu povo. Da mesma forma, Maria intercede por nós como fez nas Bodas de Caná. Por isso dizemos: Rogai por nós pecadores. Ela é a Mulher perseguida com seu Filho e ainda hoje é perseguida.  Mas não existe o que tire Maria da Igreja e do coração de quem ama Jesus. Roguemos a Mãe Aparecida que interceda por nós junto a Jesus pelo fim dessa pandemia.

Ao final da Missa o Pároco ministrou uma benção com a imagem de Nossa Senhora Aparecida, mantendo o distanciamento, aos fiéis presentes.

 

 

Paróquia Santa Beatriz – Portela

Na Solenidade da Padroeira do Brasil, 12 de outubro, a Paróquia de Santa Beatriz, em Portela - Itaocara se reuniu, juntamente com a Paróquia de São José de Leonissa, de Itaocara, para oração do Santo Terço às 15h, no estacionamento ao lado do Palco de eventos, em Itaocara.

Logo após, o andor com a imagem de Nossa Senhora Aparecida seguiu em carreata em direção à Matriz, voltando ao Espaço de Festas Arca da Aliança, onde foi realizada a Santa Missa, às 19h, com grande participação dos fiéis, respeitando o distanciamento social.

Pe. Diego Fernandes iniciou a Missa dizendo. "Onde Nossa Senhora adentra, as coisas mudam. Por intercessão de Maria, o vinho se renova e, da mesma forma, que ela faça de nós criaturas novas, trazendo Jesus, que é o vinho novo, para nossas vidas”.

Ao iniciar a homilia, o sacerdote disse que, quando o vinho veio a faltar no casamento, Maria intercedeu por aquela situação e, mesmo ainda não sendo a hora Dele, Jesus atendeu ao pedido de sua Mãe e se antecipou, do mesmo modo que antes Nossa Senhora quando deixou de viver os seus planos para viver os de Deus.

Dando continuidade à homilia, o padre disse que qualquer gesto, por menor que seja, quando fazemos por amor, não passa despercebido aos olhos de Deus.

Pe. Diego também contextualizou dizendo que, às vezes, pedimos alguma coisa a Deus, mas Ele nos atende com outra. De igual maneira, quando o vinho vem a faltar no casamento, Jesus não pede para que tragam mais vinho, Ele pede para que encham as talhas com água para que Ele a transforme em vinho. Por isso, devemos "ser obedientes, mesmo que não entendamos, pois Deus sempre nos surpreende. O Reino de Deus só cresce em um coração obediente".

O sacerdote também ressaltou que Nossa Senhora tem a virtude da humildade, colocando-se a serviço de sua prima Izabel. A coroa de todas as virtudes é a humildade.

Nossa Senhora Aparecida, foi encontrada em um momento obscuro na história do Brasil, surgindo em uma época em que havia o predomínio da escravidão e da discriminação. Assim, a aparição de Nossa Senhora Aparecida foi muito singular, pois é "uma rainha que se identifica com seu povo e um povo que se identifica com sua rainha. “Estamos diante de uma rainha dócil e com o coração sensível "debaixo de seu Manto, jorra sangue, que sofre por seus filhos”.  

Por fim, o padre conclui dizendo que “mãe é uma coisa tão boa, que até Deus quis uma pra si", e convidou os fiéis a se colocarem nas mãos de Nossa Senhora, para que, através de seu intermédio, chegue até nós o Vinho Novo, que é Jesus e Ele seja glorificado.

 

 

Paróquia Nossa Senhora do Carmo - Carmo

Hoje, diante de nossas preocupações e dificuldades, Maria continua a repetir para seu Filho: “Eles não têm mais vinho!”. Cada um de nós sabe o vinho que lhe falta para recuperar a alegria e resgatar o amor. E a nós ela vai dizer: “Fazei tudo o que Ele vos disser!”, reconhecendo o seu papel, mas sabendo que se não fosse sua intercessão o milagre não se operava.

Que nesta Solenidade, onde veneramos a Imaculada Conceição de Maria, sob o título de Nossa Senhora Aparecida, cada um deposite a sua confiança em Maria Santíssima. Somos totalmente dependentes de Deus. Mas reconhecemos que precisamos de alguém que nos ajude, pelas nossas misérias, a elevar nossos pedidos ao Senhor. Ela, Maria Santíssima, que nos carrega no colo e intercede por nós.

Por meio de sua materna intercessão, Jesus sabe qual vinho nos falta; qual é a alegria que precisamos recuperar: se é a saúde, a confirmação de uma casa própria, o restabelecimento da família, o resgate de um trabalho ou de um relacionamento. Tudo isso se transformará da água para o vinho. Tudo isso deve ser colocado nas seis talhas que Jesus mandou providenciar. Talhas que para nós hoje são como o altar onde Maria gentilmente vai acolher todos os nossos pedidos e depositar nas talhas do altar do Senhor, para que pela sua poderosa intercessão o milagre aconteça. Por fim, agiremos sempre como este mestre sala: o milagre vai acontecendo na nossa vida aos poucos e nós não percebemos que ele vem pela intercessão de Maria e pela confirmação de Jesus da mesma maneira que os discípulos, ao verem o Cristo ressuscitado, ainda duvidaram da presença de Jesus.

O Dia de Nossa Senhora Aparecida na Paróquia Nossa Senhora do Carmo também contou com uma feijoada e o nosso grande leilão de bezerros para darmos continuidade à nossa restauração do retábulo.

 

 

Paróquia São João Batista - Macuco

No último dia 12 de outubro celebramos, com todo amor do nosso coração, nossa Rainha e Padroeira, a Mãe Aparecida.  A solenidade de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Padroeira do Brasil, foi celebrada pelo Pe. Fernando Pacheco, às 9h, na Igreja Matriz Auxiliar e às 19h na Capela Nossa Senhora Aparecida, situada no Bairro Santos Reis.

Pe. Fernando iniciou sua homilia contando a história do grupo de pobres pescadores que há mais de 300 anos, encontraram a imagem, ali, no Rio Paraíba, e ela foi um sinal de Deus para eles, precisavam tanto pescar, mas não conseguiam, não havia peixes no rio. Eles voltaram-se para a fé, em vez do desespero, apesar da pressão que sofriam, eles recorreram a Deus e a Virgem Maria; e o próprio céu manifestou um sinal: o corpo da imagem foi encontrado e, depois, a cabeça. A partir dali a pesca foi abundante, um milagre de Nossa Senhora.

Nossa Senhora da Conceição Aparecida é um sinal, não só para o Brasil, mas para o mundo; um sinal de que assim como Deus curou, operou milagres através da serpente de bronze no deserto, Deus opera milagres por meio d'Aquela que pisou na cabeça da serpente: a Virgem Maria, a Senhora da Conceição, Aquela que foi concebida sem pecado, que apareceu e aparece para nós como sinal do Reino dos Céus. "A mulher orante" é assim que nós vemos a imagem de Aparecida, dizendo aos nossos corações e aos nossos ouvidos: “Fazei tudo o que Ele vos disser”, fazei tudo o que Jesus nos disser e nos ensinar.

Que possamos amar Cristo Jesus com a intercessão de Maria, nossa mãe. Viva Nossa Senhora Aparecida!!

 

 

Paróquia São José de Leonissa - Itaocara

Em 12 de outubro, Pe. Gilmar Rodrigues Gomes, Pároco da Paróquia São José de Leonissa, em Itaocara, celebrou, na Igreja Matriz, quatro Santas Missas em honra a Nossa Senhora Aparecida, a Mãe do Amor, “fonte de ânimo para todos os que nela esperam, que por todos intercede, fortifica e anima, trazendo-lhes o vinho da liberdade”.

A comunidade rogou a Nossa Senhora da Conceição Aparecida que interceda pelo povo brasileiro, de modo que, mesmo diante das dificuldades, ele não desanime, nem se torne descrente da possibilidade de viver num país livre de corrupção e de injustiça social; pedindo ao Deus Pai que olhe pelas crianças, em especial as que vivem uma infância desvalida, para que, a exemplo de cristãos adultos e comprometidos com sua fé, saibam também progredir na esperança em Cristo, sempre conduzidas pelo amor maternal da Mãe Aparecida; e, especialmente, com plena consciência da importância de se agradecer a Deus por toda a graça, rogando a intercessão da Rainha e Padroeira do Brasil, a Mãe Aparecida, por todos os seus filhos, em especial pelos pertencentes às camadas mais pobres, sofridas e necessitadas.  

Importante ressaltar que, após cada celebração, o presbítero concedeu uma bênção especial às crianças pelo dia a elas dedicado e manifestou seu carinho sincero ao lhes ofertar chocolates e bombons.

Destaque-se, também, a Carreata da imagem da Senhora de Aparecida pelas principais ruas da cidade (antecedida pela Oração do Santo Terço, no Palco de Eventos da cidade), ocasião em que o querido e respeitado Pe. Gilmar concedia a bênção aos fiéis devotos.

 

 

Paróquia Santa Maria Madalena - Santa Maria Madalena

A Solenidade de Nossa Senhora Aparecida na Paróquia Santa Maria Madalena foi marcada por fé e devoção. Iniciando os festejos, na Santa Missa das 9h, a comunidade se reuniu em torno do altar para exaltar a figura importante que Nossa Senhora tem na Salvação. No início da celebração, o Pe. Jorge Getulio fez um passeio pela história, pontuando sobre a devoção a Nossa Senhora da Conceição Aparecida no Brasil.

Continuando, a homilia foi marcada pela reflexão das leituras, destacando a prefiguração da Virgem Santíssima na Primeira Leitura. Já na Segunda Leitura, falou sobre a Mulher com lua debaixo dos pés e Coroa de 12 estrelas, que remete ao sim de Maria para a Salvação, revelando que Jesus é o Sol e Maria é a lua refletindo o esplendor de Deus.

Na reflexão do Evangelho, o casamento retratado é o casamento de Deus com a humanidade, sendo Jesus o noivo, e o vinho, o anúncio do Evangelho. Tendo a intercessão poderosa da Virgem Santíssima, que nos revela o Boa Nova de Deus.

 

Texto:Santuário Diocesano Santíssimo Sacramento (Cantagalo) e das Paróquias Nossa Senhora da Guia (Monnerat), Nossa Senhora da Piedade (Cordeiro), São João Batista (Laranjais), Santa Beatriz (Portela), Nossa Senhora do Carmo (Carmo), São João Batista (Macuco), São José de Leonissa (Itaocara) e Santa Maria Madalena (Santa Maria Madalena)
Foto:Santuário Diocesano Santíssimo Sacramento (Cantagalo) e das Paróquias Nossa Senhora da Guia (Monnerat), Nossa Senhora da Piedade (Cordeiro), São João Batista (Laranjais), Santa Beatriz (Portela), Nossa Senhora do Carmo (Carmo), São João Batista (Macuco), São José de Leonissa (Itaocara) e Santa Maria Madalena (Santa Maria Madalena)

 


Compartilhe