Acessos: 169

Encarnação e Evangelização: Comunicação do Amor


Com alegria e esperança, estamos no mês de setembro dedicado à Bíblia, sob as bênçãos do Deus-Palavra que se fez homem para nos salvar.  Assim, Encarnação e Evangelização são ideias irmãs dentro da lógica missionária da Santíssima Trindade. Encarnar-se implica em despojamento - movimento de saída ao encontro do que se há de redimir e elevar. Evangelizar é o anúncio-testemunho de quem se entrega à missão do Reino de Deus. Missão trinitária e cristológica é tornar-se próximo, fazendo-se um com os receptores da Palavra-Vida, assemelhando-se com humildade, inculturando-se com simplicidade.

Desta forma, nos responsabilizamos em abrir as portas para a presença libertadora de Jesus Cristo no mundo, nos homens, em nós. Assumir a postura evangelizadora do Mestre, com o seu indispensável testemunho de pobreza e despojamento missionário: está aí o nosso grande desafio frente a uma estrutura social materialista, egoísta e friamente indiferente aos apelos das carências e dos sofrimentos dos mais pobres e necessitados. Sem este sinal de conversão, o interesse e o amor concreto pelo mais marginalizado e abandonado, correremos o risco de cair na mesmice de uma retórica vazia, de certa forma até cínica, enquanto insensível às transformações necessárias, embora sofridas, para que venha a justiça do Reino de Deus para todos, como doce fruto do compromisso cristão.

Fujamos do "pós-cristianismo" que já esfria grandes partes do mundo, especialmente o continente europeu. Muita letra e pouco Espírito. Muitas fórmulas e regras e pouco amor. Muita vitrine e fachada e pouca vontade de transformar as injustiças e a própria vida. Muito sal e quase nenhum sabor. Muito brilho e fraca luz. Muitas declarações de direitos e pouco respeito à vida.

Que possamos ser sinal de Cristo vivo e redentor, no amor e na verdade, assumindo para redimir, testemunhando para pregar, despojando-nos de nós mesmos para estimular a solidariedade. Este é o grande projeto de evangelização para os nossos tempos, seguindo a eficaz metodologia e "marketing" de Jesus Cristo, missionário do Pai: A AUTENTICIDADE NO AMOR VERDADEIRO AO PRÓXIMO!


Nova Friburgo-RJ, 15 de setembro de 2021


Pe Luiz Cláudio Azevedo de Mendonça
Chanceler e Assessor Eclesiástico Diocesano da Pastoral Familiar


Compartilhe