Paróquia de Duas Barras sedia edição 2020-2021 da Unidade Diocesana

Diocese de Nova Friburgo, 01 de setembro de 2021
Acessos: 81


Com o tema ‘Óh Maria, Portal da Unidade”, a Diocese de Nova Friburgo vivenciou em 28 de agosto, a 43ª edição do dia da Unidade Diocesana. O evento foi criado pelo primeiro Bispo de Nova Friburgo, Dom Clemente Isnard, OSB, em 1978, e a cada ano passa por uma das 60 paróquias da diocese, revezando entre os três Vicariatos Episcopais. Previsto para acontecer em agosto de 2020, o evento foi transferido para agosto de 2021, devido à pandemia de Covid-19, e realizado na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, situada em Duas Barras/RJ, comunidade que acolheria o evento em 2020.

 

Normalmente, o encontro costuma reunir o clero e milhares de fiéis a cada ano, mas a edição 2020-2021, aconteceu de modo diferenciado, reduzido, havendo somente a Missa do Crisma, com a benção dos Santos Óleos e renovação das Promessas Sacerdotais, presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Luiz Antonio Lopes Ricci. Além do clero, estavam presentes seminaristas e alguns integrantes da comunidade anfitriã. A cerimônia foi transmitida AO VIVO pelas redes sociais da Diocese (https://www.youtube.com/watch?v=5oUsnh5RXiw&t=2825s) e tudo transcorreu respeitando os protocolos sanitários e os decretos vigentes no município.

“Óh Maria, Portal da Unidade. Iniciamos a Santa Missa com esse sincero desejo de viver a unidade em nossa Diocese”, disse Dom Luiz Antonio ao princípio da celebração. Em nome do Pároco local, Pe. Yves Mozer, e dos leigos da comunidade anfitriã, o Bispo acolheu aos que participavam desta celebração, seja presencialmente ou pelas redes sociais. “É a Missa da Unidade Diocesana. Queremos agora renovar o nosso desejo de viver essa unidade, respeitando as diferenças e colocando o amor acima de tudo... Vamos pedir perdão a Deus pelas vezes que não fomos causa de unidade e motivo de divisão”, reforçou o Prelado.

 

Entusiasmado em presidir pela primeira vez a Missa do Dia da Unidade, justamente nesta edição atípica, o Bispo iniciou a homilia. Primeiramente, explicou que essa unidade estava prevista para acontecer no ano passado, no último sábado de agosto, como ocorre há anos. Afirmou a todos que tudo foi muito bem preparado pela comunidade acolhedora, porém por conta da pandemia, fez-se necessário adiar para este dia. “E ainda por conta da pandemia estamos aqui com número bem reduzido de pessoas... A Missa da Unidade Diocesana acolhe em média 10 mil pessoas. É um grande evento de nossa diocese! Estamos aqui em número reduzido, mas trazemos todos no coração”, disse Dom Luiz Antonio.

O Prelado também justificou o motivo pelo qual a Missa Crismal ou dos Santos Óleos, que estava programada para acontecer em 1º de abril, Quinta-feira Santa, como o costume na Diocese, foi realizada nesta data. “Por conta do agravamento da pandemia naquele momento (1/4/2021), as Igrejas estavam fechadas, então transferimos para hoje”.

 

Ainda na pregação, o Sucessor dos Apóstolos manifestou sua gratidão ao Pe. Yves e a todas as pessoas envolvidas na preparação deste dia, e completou. “Estive aqui no ano passado já anunciando que a Unidade Diocesana seria em 2021. Esperávamos que a situação da pandemia estivesse melhor, mas para o próximo ano esperamos que seja possível o encontro presencial. A nossa próxima unidade será em 27 de agosto de 2022. Mas nesse ínterim muita coisa boa aconteceu. A restauração da Igreja ficou pronta! Por isso, além de agradecer ao Pe. Yves e toda a equipe”.

E neste clima de agradecimentos, o Bispo dirigiu-se aos presbíteros.

- Minha primeira palavra é de gratidão. Gratidão aos padres, que durante esta pandemia, este tempo difícil fizeram de tudo para manter as atividades pastorais, os compromissos administrativos nas respectivas paróquias. Em situação normal sabemos o quanto é difícil administrar, imaginem na pandemia? Agradeço aos padres pela dedicação! Fizeram de tudo para manter os serviços, atendimentos, os sacramentos e os compromissos das paróquias”.

E prosseguiu.

- Minha gratidão ao povo de Deus, nossos irmãos que nos acompanham, vocês são os protagonistas desta missão evangelizadora. Minha gratidão a vocês que foram fiéis à participação, no engajamento, na manutenção das paróquias. Não dá para celebrar essa Missa da Unidade Diocesana sem fazer esse agradecimento... Mesmo com as Igrejas fechadas, alimentaram a chama da fé, por conta da reserva que tinham do óleo que é mantido por meio da oração, a nossa participação e missão.

O Bispo também recordou a comunidade diocesana quão significativa esta semana que passou é para a Diocese de Nova Friburgo.

- Essa semana é muito significativa para nós. Estamos encerrando o mês de agosto. Em 24 de agosto celebramos os 10 anos de falecimento de nosso primeiro Bispo Diocesano, Dom Clemente Isnard, o idealizador da Unidade Diocesana. No dia 25/8, comemoramos os 36 anos de dedicação da nossa Catedral, uma celebração diocesana. Hoje celebramos a 43ª Unidade Diocesana, com o tema: Óh Maria, Portal da Unidade. Estamos na Igreja dedicada a Nossa Senhora da Conceição, padroeira da Diocese. Todos nós passamos pelo portal! Essa cidade tem um portal muito bonito, mas entre o portal e a paróquia existe uma distância. Entrar por esse portal significa percorrer esse caminho vivendo a unidade. Hoje estamos entrando por esse portal com Maria, com esse sincero desejo de viver a unidade entre nós, respeitado as diferenças, praticando o diálogo, o respeito, a tolerância. O desejo da mãe é que todos os filhos vivam unidos, não é assim? Estamos na casa da Mãe, entramos pelo portal da unidade. O desejo do Filho que rezou pela unidade e o desejo da Mãe é que seus filhos estejam unidos – exortou.  

 

Após a pregação, o Prelado recebeu os Santos Óleos (Catecumenos, Enfermos e Crisma) para iniciar a benção. Proporcionando ainda mais beleza e significado ao momento, as ânforas foram conduzidas até o Bispo pelos sacerdotes que foram ordenados ao longo do último ano na Diocese: Pe. Rodolfo Rodrigues, Pe. Wellington Moreira e Pe. Marcus Vinícius Muros. Além da benção dos Santos Óleos, foi feita a renovação das promessas sacerdotais.

Antes de despedir-se desta missão que lhe fora confiada desde 2019, no encerramento da Unidade Diocesana sediada pela Paróquia São João Batista, em Macaé, Pe. Yves Mozer manifestou sua gratidão.

 

 

Agradecimento da Unidade Diocesana

“Excelentíssimo Reverendíssimo Dom Luiz, Reverendíssimos Sacerdotes e Diáconos, Senhores Seminaristas, caríssimos todos!

Começo este agradecimento, dando o meu muito obrigado aos leigos de Nossa Paróquia:

  • Aos que comigo abraçaram a missão de preparar o dia da Unidade, se colocando à disposição para os diversos serviços;
  • Aos que assumiram as coordenações das equipes e aqui representam todo o laicato da nossa paróquia e diocese;
  • Aos que prepararam este dia com muito carinho pela Igreja, de modo mais específico pelos sacerdotes.
  • A todos, os paroquianos o meu muito obrigado!

A Dom Edney, que me entregou bandeira da Unidade Diocesana confiando-me a preparação de um dia tão importante no calendário anual da história da nossa diocese!

Ao Prefeito Luiz Carlos vitimado por esta pandemia. Que Deus o tenha e o recompense pelo apoio e adesão a esta missão que mesmo não sendo da Prefeitura, o fez desejar que acontecesse da melhor forma possível, oferecendo uma estrutura maior que eu pedia.

Agradeço também ao senhor Dom Luiz por ter me confirmado nesta missão, nestes novos moldes em tempo de pandemia.

Em todos os lugares onde fui cantei o hino da Unidade tentando ensinar o povo a cantá-lo. Alguns padres de maior convívio já não aguentavam mais. E na liberdade diziam: chega Pe.Yves, ninguém aguenta mais. Este hino nasceu dentro do carro saindo de Macaé onde aconteceu o último dia da Unidade. O seminarista Gabriel foi salvando a melodia e a letra no celular enquanto eu dirigia o carro e compunha o hino. E no outro dia, na Missa das 8h, a bandeira da Unidade entrava em nossa Matriz nas mãos de seu Niltinho, na minha voz e na do Coral que canta neste Santa Missa.

Hoje cantamos a mesma melodia e estrofes, mas com um refrão diferente: Com o povo no coração em Duas Barras no teu Altar. Sinal do nosso carinho com o povo que participa de forma on-line.

Na última estrofe do nosso hino cantamos a Nossa Senhora: Com nosso Bispo te coroamos, intercedei por nós oh Mãe de Deus. Pedindo que ela interceda pela unidade da Igreja.  Por isso, agora a imagem de Nossa Senhora será coroada através das mãos do nosso Bispo e de uma paroquiana querida que representa o laicato da nossa diocese.

 

Hoje recordo o poeta, filósofo e inventor Fernando Pessoa:

“Valeu a pena? Tudo vale a pena quando a alma não é pequena.”

Valeu a pena cada momento, cada reunião, cada ida à Prefeitura cada contato com os Padres que tiveram essa experiência, cada pessoa que deu o seu sim abraçando comigo essa missão, cada minuto sonhando e projetando esse dia. Talvez tenha sido o hino mais cantado dessas 43 unidades diocesanas.

Sinto-me honrado e feliz por receber nesta paróquia que estou Pároco junto com o dia da Unidade a Missa do Crisma onde cada sacerdote renova as suas promessas sacerdotais. Desejo que o Ministério Sacerdotal de cada um de nós seja hoje abençoado com graças especiais pela intercessão de Nossa Senhora da Conceição, nossa padroeira.

Agradeço a presença de cada um dos senhores aqui presentes.

Com a procissão de saída os nossos leigos entregarão rosas nas mãos de cada padre e subira aos céus um terço do rosário de balões. Carinho do povo que desejou subir aos céus e elevar cada um de nós padres aos Céus pelas mãos de Nossa Senhora!

Concluo pedindo que deem a Nossa Senhora, Portal da Unidade, uma salva de palmas!

 

Pe. Yves também recordou que a tolha do altar foi a mesma utilizada na Missa da Unidade Diocesana de 1999, também sediada por esta comunidade; e o corporal utilizado neste dia é o mesmo da primeira Missa que ele (Pe. Yves) presidiu, após sua Ordenação Presbiteral. As flores amarelas ofertadas pela comunidade a Dom Luiz compunham, com as flores brancas do altar, as cores da bandeira da Unidade Diocesana e do Vaticano (branco a amarelo). A comunidade também ofertou uma fotografia impressa deste dia ao Epíscopo como uma recordação do momento vivido.

 

Durante a celebração também houve a transposição da bandeira símbolo da Unidade Diocesana, a qual foi seguirá agora para o Vicariato Episcopal Sede. A bandeira foi entregue ao Vigário Episcopal Sede, Pe. Gelcimar Petinati, e, posteriormente haverá a divulgação de qual será a paróquia anfitriã da 44ª edição da Unidade Diocesana.

Texto:Grasiele Guimarães
Foto:Grasiele Guimarães

 


Compartilhe