Com 10 dias de programação, Diocese promove Semana Nacional da Vida on-line

Diocese de Nova Friburgo, 13 de outubro de 2020
Acessos: 94


De 30 de setembro a 9 de outubro, a Pastoral Familiar e o Movimento Pró-vida da Diocese de Nova Friburgo promoveram as atividades relacionadas à Semana Nacional da Vida 2020. A programação deste ano foi realizada on-line, pelas Redes Sociais da Diocese, devido à pandemia de Covid-19. Com o tema ‘Vida: Dom e Compromisso’, o cronograma de atividades, incluiu Santa Missa presidida pelo Bispo Diocesano de Nova Friburgo, Dom Luiz Antonio Lopes Ricci, adoração ao Santíssimo Sacramento, Lives, eventos nacionais e regionais.

Santa Missa

Na manhã de 4 de outubro, o Bispo Diocesano, Dom Luiz Antonio Lopes Ricci, presidiu a Santa Missa tendo como intenção a Semana Nacional da Vida. Em sua pregação destacou o tema desta semana ‘Vida: Dom e compromisso’, enfatizando o quanto devemos defender a vida em todas as suas fases. O Epíscopo acolheu a Pastoral Familiar agradecendo pela iniciativa em realizar o intenso cronograma de atividades, lembrando que “somos um povo da vida e a favor da vida”.  

- São muitos os motivos que nos reúnem em torno do altar nesse primeiro domingo do mês de outubro, o Mês Missionário. A Igreja em sintonia com a Campanha da Fraternidade deste ano, em sintonia a Pastoral Familiar, com os leigos e leigas, escolheu como tema ‘Vida: Dom e Compromisso’; viu, sentiu compaixão e cuidou. Esse é o compromisso da Igreja. O saudoso Papa São João Paulo II define a Igreja como povo da vida e a favor da vida. Ele também dizia: devemos cuidar do homem todo e de todo homem. Ou seja, do homem todo: em todas as fases, da concepção até a morte natural; e de todo homem, ou seja, de todos. Por isso, o tema da vida é tão importante para a Igreja, porque o nosso Evangelho é o Evangelho da vida, para que todos tenham vida em abundância – disse o Bispo durante a pregação

 

Na oportunidade, Dom Luiz Antonio agradeceu à Pastoral Familiar e todas as pessoas que trabalham em defesa da vida, e acrescentou.

- Citamos a Pastoral Familiar, porque a família é a primeira guardiã da vida, desde a concepção. A mãe que gera, a família que acolhe... a família é guardiã da vida nascente e da vida que já nasceu. E nós somos a família de Deus, os cuidadores da vida. Vamos pedir a Deus a graça de sermos, de fato, cuidadores da vida. Vamos acolher a nossa vida e a do outro como dom e compromisso. A nossa vida é dom de Deus e precisamos nos comprometer com a vida, em todas as fases. Nós lutamos contra o abordo, mas também contra todas as formas de violência que ceifam a vida. Por isso, temos tantos projetos em favor da vida. Precisamos aprender a cuidar melhor da vida, proteger, amar e defende-la em todas as fases, pois todo ser humano possui a mesma dignidade: o embrião, a vida nascente, o idoso, o pobre, o vulnerável, todos possuem a mesma dignidade, somos todos filhos e filhas de Deus!

A programação

Nos primeiros dias da Semana Nacional da Vida (30/9 e 1/10), foram realizadas as Lives da Pastoral Familiar do Regional Leste 1 e Nacional, respectivamente. Em 2 de outubro, teve lugar o testemunho de Andrei Alves, com o tema: Útero: Santuário da Vida, que foi disponibilizado posteriormente nas redes sociais da Diocese, devido ao apagão ocorrido em diversos municípios do território Diocesano no horário da transmissão (https://www.youtube.com/watch?v=osh345zGKHk&t=29s).

Em 3/10, teve lugar a adoração ao Santíssimo Sacramento, com os Jovens pela Vida realizada na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, em Cordeiro, presidida pelo Pe. Arnaldo Carvalho. Em 5/10, aconteceu a Live com o Paulo e Maria José, casal responsável pela Pastoral Familiar no Regional Leste 1, com o tema: A Experiência de Vida é uma Benção.  Na noite seguinte (6/10), houve a Live - Cura: Dom de Deus, Missão da Igreja e dos Médicos, conduzida pelo Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz.  No dia 7/10, houve a transmissão ao vivo de evento da Pastoral Familiar do Regional Leste 1. Em 8/10, Dia do Nascituro, aconteceu programação a nível nacional transmitida pelas redes sociais.

 

 

 

Live com Dom Luiz Antonio

Encerrando com chave de ouro a programação, a Live de 9 de outubro foi conduzida por Dom Luiz Antonio Lopes Ricci, trazendo a reflexão sobre o tema desta Semana – ‘Vida: Dom e Compromisso’.

- Por que dizemos que a vida é um dom? Primeiramente, porque temos fé e a vida é um dom de Deus, não é um dom qualquer, vem de Deus! No Livro de Gênesis temos a Teologia da Criação... Deus criou o ser humano, criou tudo! Os animais, os vegetais, toda a criação é obra de Deus, e o ser humano é o ápice da criação de Deus. O relato termina dizendo que Deus viu que tudo era bom, ou seja, havia uma perfeita harmonia – enfatizou o Bispo Diocesano.

Dom Luiz Antonio também alertou para o cuidado com a casa comum, afinal tudo foi criado por Deus. “Toda vida tem valor, mas apenas a vida humana tem dignidade”, disse lembrando que a nossa vida foi confiada aos nossos cuidados e a vida dos demais também foi confiada a nós. “Isso é importante, senão caímos no individualismo. Eu preciso cuidar bem da minha vida, porque ela é dom, e também cuidar do outro, ter misericórdia e socorrer, pois a vida do outro também é dom”.

 

Sobre o compromisso destacou. “Me comprometo com a vida, pois assumo a vida como um dom”. Prosseguindo recordou que todo ser humano foi redimido pelo sangue precioso de Jesus Cristo e disse. “O irmão que sofre, o nascituro... todo ser humano foi redimido por Jesus Cristo! Por isso cuidamos tanto da vida, pois ela tem dignidade humana. A dignidade é para todos! Ou entendemos isso ou não entendemos o Evangelho. O embrião tem dignidade, não existe vida que vale mais do que a outra”.

Antes de concluir, o Bispo Diocesano também abordou a questão da Mistanásia, a Morte Social, evitável e precoce, reforçando o cuidado de cada ser humano com o seu semelhante.

Texto:Grasiele Guimarães
Foto:Grasiele Guimarães

 


Compartilhe