Dom Luiz Antonio Ricci presidirá Ordenação Presbiteral do Diác. Rodolfo Rodrigues Leite

Diocese de Nova Friburgo, 03 de setembro de 2020
Acessos: 244


Com alegria, a Diocese de Nova Friburgo se prepara para a ordenação de um novo sacerdote, o Diácono Transitório, Rodolfo Rodrigues Leite. A cerimônia será realizada em 15 de setembro, dia de Nossa Senhora das Dores, às 19h, na Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Olaria – Nova Friburgo. O Bispo Diocesano, Dom Luiz Antonio Lopes Ricci, presidirá a cerimônia que contará a presença de presbíteros, diáconos, familiares e amigos do futuro sacerdote.

Devido à pandemia de Covid-19, a celebração será realizada seguindo os protocolos de higienização e as determinações das autoridades. A cerimônia será transmitida ao vivo por meio das redes sociais da Diocese de Nova Friburgo (Facebook e YouTube – diocesedenovafriburgo).

 

“Sursum Corda” (Corações ao alto), esse foi o lema escolhido pelo Diácono Rodolfo tanto para o seu diaconato quanto para o seu sacerdócio.

- Escolhi como lema a expressão: “Sursum Corda”, corações ao alto, presente no diálogo que inicia o prefácio da oração eucarística: essas palavras nos convidam a ter um coração novo, configurado ao Daquele que é ‘manso e humilde de coração’ (Mt 11, 29). Elevar o coração ao alto é decidir-se pelas coisas do Céu. É ter um coração feliz, porque a felicidade verdadeira é gozar do bem que se deseja; e o amor de Deus por nós é infinitamente maior que o amor que podemos ter por Ele. Como diria São João Maria Vianney: “Se soubéssemos como Nosso Senhor nos ama, morreríamos de felicidade - declarou.

 

Sobre o Diác. Rodolfo Leite

Nascido em 14 de novembro de 1989, Rodolfo Rodrigues Leite é natural de Nova Friburgo, filho de Almir da Silva Leite e Diogracia Rodrigues Leite, e tem seis irmãos. Fruto da Paróquia Nossa Senhora das Graças, localizada em Olaria – Nova Friburgo, iniciou sua caminhada na Igreja aos 11 anos. Dos 12 aos 18 anos dedicou-se como coroinha nesta comunidade. “O meu chamado começou nesse processo de serviço ao altar do Senhor”, relatou.

Após esse tempo de dedicação, afastou-se da Casa do Pai, mas recebeu um convite que o resgatou: participar de um encontro de jovens. Após este evento, que descreve como “fantástico”, retomou então o ardor inicial, continuou sua caminhada, voltou a ajudar no serviço do altar e recebeu um novo convite: participar de um encontro vocacional.

- Após seis meses participando do encontro vocacional, podendo conviver de perto com os seminaristas, com as orações, com os outros jovens e a vida de comunidade, um sacerdote me chamou e perguntou se eu desejava ingressar no seminário. Naquele ano, estava trabalhando num ótimo emprego, não dei uma resposta imediata. Mas, depois de certo tempo, algo faltava em meu coração. O desejo de dizer sim veio surgindo. Então disse sim a Deus, sim para ser Padre – comentou.

 

Dado este grande passo, ingressou no Seminário Diocesano Imaculada Conceição, em 9 de março de 2011. Foram necessários nove anos para o seu processo de formação em Filosofia e Teologia, realizados na Casa de Formação de Nova Friburgo e no Seminário São José, da Arquidiocese Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro. Recebeu o grau da ordem diaconal no dia 4 de agosto de 2019, e no próximo dia 15/9, aos 30 anos, será ordenado presbítero pela imposição das mãos e oração consecratória de Sua Excelência, Dom Luiz Antonio Ricci.

- Posso dizer que sou muito feliz! Há momentos de dificuldade e sofrimento, mas esses surgem por amor a Jesus Cristo. Hoje, posso dizer que se sou Diácono e estou em vista ao sacerdócio, com esse passo definitivo e aprofundado que eu dei, é para salvar almas. Vale a pena seguir uma vocação, ser de Deus e seguir a Jesus Cristo – testemunhou.  

 

Primeira Missa

O tão desejado momento, profundamente aguardo todo neo-presbítero: celebrar pela primeira vez o Santo Sacrífico. Para Rodolfo Rodrigues Leite essa ocasião sublime se dará em 16 de setembro de 2020, às 18h30, na Capela do Seminário Diocesano Imaculada Conceição, em Nova Friburgo.

Texto:Grasiele Guimarães
Foto:Arquivo do Diác. Rodolfo Leite, Grasiele Guimarães e Lucas Lima Fotografia

 


Compartilhe