facebook  webmail-2  IOS NOVO  AND NOVO  anuario-icone 

 

Newsletter

Inscreva-se aqui para receber as novidades da Diocese de Nova Friburgo.
  • 2
  • 3
  • 4
diocese-faz-sua-peregrinacao-anual-a-aparecidaNo dia 16/03, aconteceu a peregrinação diocesana ao Santuário de Aparecida, com as presenças...
norte-terco-dos-homens-promove-encontro-vicarial-em-euclidelandiaA Paróquia Santa Rita do Rio Negro, em Euclidelândia, sediou no dia 17/3, das 16h às 21h, mais...
norte-curso-teologico-pastoral-lumen-fidei-inicia-2019-com-santa-missa-e-aula-inauguralEm 13/3, teve início mais um semestre do Curso Teológico - Pastoral Lumen Fidei, atividade...
sede-5-encontro-friburguense-do-terco-dos-homens-e-realizado-na-paroquia-imaculada-conceicaoApesar de 8 de março ser o Dia Internacional da Mulher, nesta data foram os homens que se...
sede-apostolado-da-oracao-da-paroquia-nossa-senhora-da-assuncao-celebra-seu-terceiro-aniversarioCom muita alegria, em 3 de março de 2019, o Apostolado da Oração Sagrado Coração de Jesus, da...

Bispo preside Te Deum e primeira Santa Missa de 2019

No último dia de 2018 e no primeiro de 2019, Dom Edney Gouvêa Mattoso, Bispo Diocesano de Nova Friburgo, presidiu a celebração do Te Deum e a Santa Missa, respectivamente, na Catedral de São João Batista.

Te Deum

A oração das Primeiras Vésperas de Santa Maria Mãe de Deus, conhecida popularmente como Te Deum, é o momento em que a Igreja agradece ao Senhor pelos diversos benefícios vividos ao longo do ano que termina. Junto a Dom Edney estavam presentes o Pároco e Vigário Geral, Pe. Marcus Vinicius Macedo; o Vigário da Catedral, Pe. Claudio Menezes; o Mestre de Cerimônias Diocesano, Pe. Lourenço Ferronato, EP; também os Diáconos Transitórios Aurecir Junior, Luis Antônio e Pablo Guimarães.

site destaque 2019 bispocelebratedeumesantamariamaededeus 1

Além da oração, é também exposto o Santíssimo Sacramento e entoado o hino Te Deum. O presidente da celebração realiza uma breve pregação. Nessa presente ocasião, o Bispo centrou seu discurso na questão do tempo, ou seja, no Deus que entra em nossa história. - O Mistério da Encarnação não é uma mera ficção, não é uma aparência, é uma realidade. Deus entrou no tempo – afirmou Dom Edney.

Segundo o Epíscopo, “celebrar no tempo toda a grandeza desse mistério, significa para nós que esse mistério precisa ser uma realidade encarnada em nossa vida; que é preciso que, assim como um dia a Encarnação se deu no seio de Maria, hoje ela possa acontecer pelo nosso assentimento generoso e agradecido a Deus em nosso coração, porque é lá que Nosso Senhor quer nascer”.

site destaque 2019 bispocelebratedeumesantamariamaededeus 2

Recordou que todas as expressões características de fim de ano – fogos, músicas e festas – tornam-se vazias e sem sentido na medida em que não encontramos as disposições interiores capazes de renovar aquilo que é velho em nós. Assim, citou Santa Elisabete da Trindade: “quando uma alma se eleva, ela eleva o mundo”. E finalizou. - Não podemos nos esquecer de que depende de cada um de nós que o futuro seja melhor.

Por fim, tratou do polêmico assunto das superstições. E para isso, lembrou do discurso do Santo Padre, o Papa Francisco, quando pediu que deveríamos esperar o ano novo não com superstições, mas sim de joelhos, pedindo “primeiro perdão por tudo que fora tristeza em nossa vida, causada pelos nossos pecados; e depois um pedido de que, na Sua misericórdia, Ele nos ajude a viver cada dia desse novo ano que começa sob a égide da graça.”

Santa Maria Mãe de Deus

Na primeira Celebração Eucarística do ano também estiveram presentes os sacerdotes e diáconos acima citados. A celebração dedicada à Mãe de Deus também contou com uma efetiva participação de fiéis.

site destaque 2019 bispocelebratedeumesantamariamaededeus 3

Duas frases da homilia de Dom Edney merecem destaque e ajudam na compreensão do real sentido da celebração proposta pela Mãe Igreja - “Jesus é a expressão da benção de Deus”; “A paz de Deus brilhou na face da humanidade em Jesus Cristo”. Com isso, a Igreja deseja mostrar que Maria foi o instrumento para que Jesus, a verdadeira paz, viesse ao mundo e nascesse no coração de todos os homens. Daí a grandeza de Nossa Senhora, Mãe de Deus e dos homens, e a importância de tal celebração.

- Maria é Mãe de Jesus, e Jesus é verdadeiro homem e verdadeiro Deus. Portanto, Maria, com toda propriedade, também deve ser nomeada assim: Mãe de Deus e Mãe dos homens – afirmou o Epíscopo.

Desenvolvendo o tema, afirmou que “o coração habitado por Cristo é um coração que vive e respira a paz. Jesus é aquele que pacifica em nós todas as emoções e sentimentos que muitas vezes estão em ebulição. Quando elevamos a Ele nosso coração e pensamento, é Ele que restaura em nós o equilíbrio e o discernimento, fazendo-nos também promotores da paz”.

Recordando que a paz é tarefa de todos, apresentou o resultado de uma regra básica e simples que muitas vezes deixamos de lado: quando o amor e a fraternidade são vividos, a paz é sintoma natural. - Se há boa vontade, tolerância e compreensão no seio de uma família, a paz acontece. E a paz que se semeia na família tende a transbordar na comunidade, nos ambientes de trabalho. Uma pessoa que vive a paz em seu lar, leva a paz para onde convive com outras pessoas – afirmou, referindo-se a uma das mais importantes células da sociedade.

site destaque 2019 bispocelebratedeumesantamariamaededeus 4

Finalizando, recordou a gratuidade da graça divina, ao mesmo tempo em que lançava um apelo, pedindo que não encaixássemos o Senhor em nossos modelos mentais. - A graça é dom imerecido. É difícil para nós entender isso, porque temos aquele conceito do prêmio e do castigo, ou seja, fez o bem, merece o prêmio; fez o mal, merece o castigo. A justiça de Deus não funciona assim.

O exemplo do filho pródigo, usado pelo próprio Bispo, seria a corroboração de seu discurso. Lembrando que, ao ver o filho que voltava para casa, o pai fora ao seu encontro, dando-lhe um abraço apertado, Dom Edney mostrava que “aquilo era a graça que se antecipa a nós. Ali sim, naquele momento, aquele jovem foi encontrado pela conversão, porque o amor de Deus o atropelou antes, como faz conosco”.

- Sejamos também nós promotores da paz, porque somos embaixadores do perdão de Deus. Sob um pedido final do Bispo Diocesano, terminava a primeira Celebração Eucarística do ano, enquanto um 2019 de paz descortinava-se para todos os que caminham com Cristo Jesus e Maria, Sua Mãe.

Texto: Diogo Quadra
Fotos: Rodrigo Fiorin (Arautos do Evangelho) e Diogo Quadra
link hotsite3

PARÓQUIAS DA DIOCESE

 

Pensamento da Semana

 O que nos dá alegria e nos aproxima de Deus devemos buscar para os irmãos.

Dom Edney Gouvêa Mattoso