Dom Edney celebra aniversario de Ordenação Episcopal

Os dias 12 e 13 de março são, de fato, significativos para Dom Edney Gouvêa Mattoso, Bispo de Nova Friburgo. Em 12 de março de 2005, era ordenado Bispo pelo então Cardeal Dom Eusebio Oscar Scheidt, na época Arcebispo do Rio de Janeiro; e no dia 13 de março de 2010, tomava posse como Bispo de Nova Friburgo.

site 2018 destaque domedneycelebraaniversariodeordenacaoepiscopal 01

Nessa segunda-feira, dia 12, Dom Edney presidiu a Santa Missa em ação de graças pela missão recebida há 13 anos atrás. Em uma celebração intimista, na acolhedora capela de sua residência, juntaram-se ao Bispo os sacerdotes que auxiliam no Governo da Diocese, o Vigário Geral, Pe. Marcus Vinicius Macedo; os Vigários Episcopais, Pe. Lukasz Kaczmarck (Vicariato Sede), Pe. Gelcimar Petinati (Vicariato Litoral) e Pe. Fábio da Cunha Felippe (Vicariato Norte); além do Pe. Alex Paiva, Ecônomo da Diocese; Pe. Jorge Eduardo Coimbra do Almo, Pároco de Nossa Senhora da Assunção - Bela Vista; Pe. Rodrigo Fonseca, Pároco de Sant’Ana - Japuíba; Pe. Rafael Archetti, Administrador Paroquial da Igreja Sagrada Família - Barra de São João; e do Diácono Transitório e Chefe de Gabinete do Bispo, Aurecir Junior.

A homilia coube ao Diácono Aurecir, que, comparativamente, abordou da figura do Bispo como a figura do próprio Cristo, sempre presente com o povo que lhe fora confiado. “Desde que veio para a Diocese, Dom Edney esteve junto: nas dificuldades e nas alegrias. Penso que assumiu também a figura do profeta, ou seja, daquele que denuncia os erros do povo, mas também dos erros para com o povo”, afirmou o Diácono.

site 2018 destaque domedneycelebraaniversariodeordenacaoepiscopal 02

Após a comunhão, Pe. Marcus Vinicius ainda dirigiu algumas palavras de agradecimento ao Bispo, lembrando que celebrávamos 13 anos de fidelidade, ao mesmo tempo em que pedia a Deus para que Dom Edney não fosse nem como Marta ou Maria, mas como Lázaro, que testemunhou a Glória de Deus, com a sua ressurreição.

Encerrando a Santa Missa, o Epíscopo dirigiu algumas palavras aos presentes.

- Vocês são, de certa forma, bem mais jovens no sacerdócio do que eu. E o que estou dizendo hoje - para alguns pode parecer meio nebuloso - lá na frente irão entender. Entenderão que na hora oportuna vocês precisarão dizer, como eu tenho procurado dizer todos os dias, “seja feita a vossa vontade”. Isso não quer dizer passividade, muito pelo contrário. Pacífico sim, passivo não. Tomar decisões é um momento de muita solidão, às vezes. Mas é preciso tomá-las, caso contrário não se governa.

site 2018 destaque domedneycelebraaniversariodeordenacaoepiscopal 03

E completou.

- Agradeço muito a Deus por esses 8 anos em que Ele me permitiu forjar uma boa equipe, que também é provada em muitas dificuldades, em muitos momentos difíceis e que permanece fiel. Quando muitos tombam, minha equipe permanece fiel. E isso estendo também para o Clero que, pela graça de Deus, tive (e tenho) a oportunidade de acompanhar. Saibam que todos os dias, de joelhos, agradeço por todos, de modo especial por aqueles que estão carregando o fardo do governo junto comigo. Agradeço e não fico desanimado por esses momentos de solidão, pois quem está com o Senhor, quem procura caminhar juto d’Ele, nunca saberá o que é estar sozinho. Por isso, agradeço muito a vocês pelo carinho, amizade e compreensão. Podemos não ter o Bispo ideal, mas temos o Bispo que Deus mandou e que se esforça para ser o melhor possível.

Texto e fotos: Diogo Quadra