facebook  webmail-2  IOS NOVO  AND NOVO  anuario-icone

  • 01
  • 2
  • 03
  • 04
retiros-de-carnaval-2020Tradicionalmente, durante o período de Carnaval, as comunidades realizam os seus retiros,...
norte-com-alegria-comunidade-de-cordeiro-recebe-dom-pauloNo dia 12 de fevereiro, a sede do Vicariato Norte com muita alegria recebeu a visita do atual...
ifap-realiza-aula-inaugural-2020-e-encontros-nas-paroquiasIniciando suas atividades de 2020, o Instituto de Agentes de Pastoral Santo Agostinho (IFAP)...
dom-paulo-participa-de-reuniao-e-convivencia-com-o-clero-nos-vicariatosEm seus primeiros dias à frente da Diocese de Nova Friburgo, o Administrador Apostólico, Dom...
equipistas-de-nova-friburgo-participam-do-1-eacre-da-regiao-rio-viNos dias 15 e 16 de fevereiro, o Movimento Equipes de Nossa Senhora realizou o 1º Encontro...

Bispo participa de Encontro da Pastoral da Consolação e Esperança

A Matriz Paroquial São José Operário, em Macaé, sediou no dia 30 de setembro o I Encontro Vicarial de formação e capacitação de novos ministros da Pastoral da Consolação e Esperança. O evento, que contou com a participação de 54 pessoas, teve a presença do Bispo Diocesano, Dom Edney Gouvêa Mattoso.

site litoral 2017 domedneyparticipadoprimeiroencontrovicarialdapastoraldaconsolacaoeesperancaemmacae

No momento de sua explanação, o Epíscopo agradeceu a presença de todos, ressaltando a importância da atuação dos ministros da Pastoral da Consolação e Esperança. Segundo o Prelado, “é necessário que sempre se lembrem de que nós não celebramos a morte, mas sim, a vida”. Orientou também para que não fizessem com que a morte se tornasse algo habitual e corriqueiro, mas que guardassem o respeito e sensibilidade com a situação.

A participante Sandra Lúcia Lima, teceu comentários positivos sobre a capacitação, destacando o desafio de assumir a responsabilidade de levar a consolação do Cristo aos que passam pelo momento da perda.

- Ao ouvir o convite para participar de um curso de capacitação, onde levaríamos uma palavra de esperança e consolação àqueles que passam pela dor de sepultar um ente querido, veio a minha memória a lembrança dos amargos e dolorosos momentos de um ano atrás, quando experimentei a “noite escura da fé”. Tenho certeza que, por ter próxima a mim a Palavra de Deus e o acolhimento da comunidade, estou caminhando. Meu coração ansiava por dar um pouco do que recebi, apesar do susto com a responsabilidade. Fazer este curso nos mostrou que, buscando com fé a ação do Espírito Santo, mergulhando na Sagrada Escritura e em oração à Nossa Senhora, estaremos preparados para uma abordagem respeitosa e acolhedora, mostrando o quanto a Igreja permanecem ao lado dos que sofrem.

site litoral 2017 domedneyparticipadoprimeiroencontrovicarialdapastoraldaconsolacaoeesperancaemmacae2

Também participaram do encontro: o Vigário Episcopal do Litoral, Pe. Gelcimar Petinati; o Administrador Paroquial da Matriz São José Operário e Assessor Diocesano da Pastoral da Esperança, Pe. Sérgio Vitorino; o Pároco da Matriz Nossa Senhora de Lourdes, Pe. Jeferson Nóbrega; o Pároco da Matriz São Jorge das Missões, em Rio das Ostras, Pe. Jesús Manuel Lopez; e, o Diácono Alcides Maciel.

Sobre a Pastoral

A Pastoral da Consolação e Esperança tem por foco o auxílio às famílias num dos momentos mais difíceis: o luto. Com atuação nos cemitérios e velórios, os ministros são responsáveis por realizar as encomendações dos corpos. Assim, os ministros da Pastoral possuem a missão de, como o próprio nome diz, servir de consolo e esperança às famílias que perdem seus entes queridos e sofrem neste momento de dor. Este ministério se configura como a presença da Igreja Católica nos cemitérios, levando o Evangelho, uma mensagem de fé, esperança e consolo a todos os que sofrem a perda do ente querido, seja ou não católico.

Texto: João Marcos Veiga (Pascom Matriz São José Operário)
Fotos: Laís Ramos (Pascom Matriz São José Operário)
Fonte: www.psmleblon.com/consolacao-e-esperanca
link hotsite3

PARÓQUIAS DA DIOCESE

 

Pensamento da Semana

 O que nos dá alegria e nos aproxima de Deus devemos buscar para os irmãos.

Dom Edney Gouvêa Mattoso