facebook  webmail-2  IOS NOVO  AND NOVO  anuario-icone 

A voz do pastor

11/12/2018, 12:58
entre-as-coisas-que-passam-abracar-as-que-nao-passamCaros amigos, aproxima-se a grande festa do nascimento de Jesus, o Verbo Divino feito carne. A Igreja,...
04/12/2018, 13:31
ave-cheia-de-graca-lc-128Caros amigos, aproxima-se a grande solenidade da Imaculada Conceição de Maria, Padroeira de nossa...
27/11/2018, 13:15
leigos-e-leigas-construtores-da-justica-e-da-pazCaros amigos, neste último domingo, na Solenidade de Cristo Rei do Universo, a Igreja no Brasil celebrou...
20/11/2018, 12:34
a-caridade-cristaCaros amigos, no último domingo (18/11) celebramos o II Dia Mundial do Pobre, uma ação da Igreja em...
13/11/2018, 11:48
dez-anos-do-acordo-brasil-santa-seCaros amigos, neste mês de novembro comemoramos o décimo aniversário do acordo firmado entre o Governo...

Vida eucarística

A voz do pastorCaros amigos, a doutrina católica ensina que a Eucaristia é a fonte e o centro de toda a vida cristã (cf. Catecismo da Igreja Católica, 1324). Os fiéis, pela participação no sacrifício eucarístico, unem-se a Cristo-cabeça em louvor e ação de graças ao Pai por todas as maravilhas realizadas em favor dos homens e, alimentados pelo corpo de Cristo, manifestam visivelmente a unidade do Povo de Deus (cf. Lumen gentium, 11; Mediator dei,64-65).

Em comunhão com o Corpo do Senhor, a missão e vocação da Igreja adquirem força e sentido. Convidados pelo Cristo à participação na ceia eucarística, cada um de nós é chamado a fazer a diferença e a construir um mundo melhor à medida que nos transformamos no alimento que recebemos (cf. Santo Agostinho, Confissões, VII, 10, 16) fazendo de nossa vida uma perfeita ação de graças. Viver uma vida eucarística é uma exigência do próprio Senhor para aqueles que o seguem.

Neste sentido, o Papa Francisco afirma que “enquanto nos une a Cristo, arrancando-nos dos nossos egoísmos, a Comunhão nos une a todos aqueles que são um só Nele. Eis o prodígio da Comunhão: tornamo-nos aquilo que recebemos!” (Audiência geral, 21/03/2018).

O Senhor assumiu a condição humana, pequena e frágil, para nos deixar um exemplo luminoso de humanidade, e humanidade divinizada por amor na sua entrega irrestrita. Diz o texto bíblico que na noite em que ia ser entregue para sofrer a paixão, Jesus, reunido com os seus discípulos, tomou o pão e rendeu graças a Deus (cf. 1Cor. 11:23-25). Por esse testemunho, todo aquele que na eucaristia torna-se um só corpo com Ele, é também chamado, em meio às turbulências dos acontecimentos tristes e desafiadores do mundo de hoje, a render graças ao Pai.

Desde o Batismo, passando pelos sacramentos da Iniciação Cristã, somos inseridos na comunidade dos batizados e intimamente associados a Cristo, formando um só corpo da mesma forma que de muitos grãos se forma um só pão. Se acolhemos o Corpo do Senhor, e Nele transformamo-nos, não podemos nos esquivar da responsabilidade de acolhermos uns aos outros como irmãos, membros do mesmo corpo; e isso diz respeito a todas as áreas da convivência humana: família, comunidade eclesial, escola, trabalho etc.

“Quem reconhece Jesus na Hóstia Santa reconhece-o no irmão que sofre, que tem fome e sede, que é forasteiro, nu, doente, encarcerado; e está atento a cada pessoa, compromete-se, de modo concreto, com todos aqueles que estão em necessidade” (Bento XVI, 23/06/2011).

Pela Eucaristia que recebemos, assumimos também o mandado evangélico de ser, como Jesus, servos dos servos, e assim acolhermos uns aos outros, tirarmos do coração o egoísmo e o individualismo contrários ao testemunho de amor dado por Jesus na cruz atualizado na Eucaristia celebrada.

É cada vez mais urgente assumirmos a missão de construir um mundo e uma sociedade melhor, sendo sal para dar sabor onde há a falta de sentido para viver e luz para iluminar onde há a falta de esperança. Alimentados pelo Pão dos Anjos, adquirimos força para levantar a cabeça e caminhar com mais decisão ajudando-nos uns aos outros e trabalhando juntos para que o amanhã seja mais promissor do que os dias que estamos vivendo hoje.

Dom Edney Gouvêa Mattoso, Bispo diocesano de Nova Friburgo

link hotsite3

PARÓQUIAS DA DIOCESE

 

Pensamento da Semana

 O que nos dá alegria e nos aproxima de Deus devemos buscar para os irmãos.

Dom Edney Gouvêa Mattoso