A concha é o instrumento usado por São João Batista, padroeiro secundário da Diocese, para batizar. Ela está aplicada numa cruz vermelha, que é referência ao sangue derramado por João Batista. E tudo se projeta numa grade, alusão à prisão do santo. O autor do brasão, em saudosa memória, foi o especialista Irmão Paulo Zechurraeier, do Mosteiro Beneditino da Bahia.